• Semifusa

Festival Pá na Pedra mágico, mesmo sob a tela do computador

A 8ª edição do tradicional Festival Pá na Pedra, mesmo online, trouxe artistas de peso e transbordou de emoção.


A oitava edição do Festival Pá na Pedra, feito pelo Instituto Cultural Coletivo Semifusa, foi realizada entre os dias 19 e 23 de maio de 2021. Embora, mais uma vez tenhamos que produzir o evento online, este ano contamos com a presença de inúmeros artistas de peso e que são grandes referências para nossas lutas e pensamentos.

O evento iniciou na quarta-feira, dia 19 de maio, com as oficinas de Construção e manutenção de cabos e Descobrindo Shakespeare, com Marcos Brey (membro do Coletivo Semifusa) e Wes Gomes, respectivamente.



A quinta-feira, dia 20 de maio, foi de muito emoção, com a presença ilustre da grande escritora brasileira Conceição Evaristo. Os membros do Coletivo, Sabrina Bessa e Rodolfo Ataíde, conversaram sobre tudo com a escritora, que, como de costume, colocou uma série de reflexões a respeito da literatura, racismo e do mercado. Quem perdeu, pode ver aqui!




A sexta-feira (21) demos prosseguimento às oficinas, com a temática “Mapa da mente e a percepção do lugar”, com a integrante do Coletivo Semifusa, Regina Gonçalves. O dia também foi reservado para a realização do Sarau no Ribeirão, que foi organizado concomitantemente ao Festival Pá na Pedra e recebeu nomes de peso da poesia da Região Metropolitana de Belo Horizonte e São Paulo. O evento foi transmitido nas redes sociais do Coletivo Semifusa (Facebook, Youtube e Twitter). Contou com poetas de renome nacional como o paulista Sérgio Vaz, fundador da Cooperifa. Além dele, estiveram presentes Rodolfo Ataíde, Bárbara Vee, Chicão e Will D. King (Sarau Amargem) de Ribeirão das Neves, Lelê Cirino (Belo Horizonte), Karine Bassi (Belo Horizonte), Nívea Sabino (Nova Lima), Bim Oyoko (Sarzedo). A apresentação é da Maria Clara Ribeiro (Coletivo Semifusa). Quem perdeu, pode ver aqui!


No sábado (22) realizamos os shows, este ano, como em 2020 de modo online. A semifinalista do The Voice, Carla Sceno, abriu os trabalhos com sua potência vocal, o samba contagiante do grupo Nevense, Samba de Bando, fez todo mundo agitar. A intervenção artística, Singular, da Ana Clara Souza emocionou a todos. O rock do jovem, Guilherme Barros, fez a gente voltar no tempo, a intervenção da Bia Lume, “Circo na laje”, foi um show de cores. Para encerrar, o músico do Detonautas Rock Clube, Tico Santa Cruz, fez um lindo show solo. Quem perdeu, pode ver aqui!



O domingo (23) também foi de muita emoção, as sambistas do Batuque Beauvoir não conseguiam conter a alegria de estar de volta aos palcos, mesmo que virtualmente. O som gostoso do blues, ficou por conta da banda Nevense, Oh trem blues. A artista Lorrane Katlen ressaltou o meio ambiente, na intervenção artística, Seja como água. A sabarense, Yasmin Umbelino, trouxe a calma e voz doce com suas canções. Quem perdeu, pode clicar aqui, para assistir!


No aquecimento do show do artista Gog, o rapper Capone Beatbox deixou seu recado com a intervenção “Beat Hiphop Box”. E para finalizar, mais um grande Festival Pá na Pedra, o rapper Gog. O poeta que é um dos pioneiros do movimento rap no Distrito Federal colocou o peso de suas letras no Festival e contemplou o público com suas músicas de letras com diversas representações da palavra nos diversos arquétipos que compõem o espetáculo.



O Festival Pá na Pedra é um evento realizado pelo Instituto Cultural Coletivo Semifusa com recursos da Lei Federal Aldir Blanc 14.017/2020, através do edital nº 16/2020 - de fomento à cultura, via Lei Emergencial Aldir Blanc.


Sarau no Ribeirão online 2021


O Sarau no Ribeirão é um evento realizado pelo Instituto Cultural Coletivo Semifusa com recursos da Lei Federal Aldir Blanc 14.017/2020, através do edital nº 02/2020 - de fomento à cultura, via Lei Emergencial Aldir Blanc.

Mais informações em nosso site: coletivosemifusa.org e redes sociais: WebTV Semifusa (Youtube), Facebook (Instituto Cultural Semifusa) e Twitter (Semifusanvs)

8 visualizações0 comentário